11 de janeiro de 2011

AS CALÇADAS NO CENTRO DE JARAGUÁ DO SUL

No ano de 2003, o Executivo municipal editou o Decreto nº 4961 para padronizar os passeios públicos (calçadas) de Jaraguá do Sul, visando a melhoria do tráfego de pedestres, aprimoramento estético e, o que é muito, importante, a acessibilidade dos deficientes físicos e visuais.

O artigo 4º do Decreto menciona que os pisos podotácteis alertivos e direcionais (para acessibilidade) serão instalados prioritariamente, não sendo necessário sequer aguardar-se a necessidade de reforma das calçadas (quando então o padrão deveria ser exigido).

Pois bem, já se vão nada menos do que 7 anos e até agora os passeios públicos das vias centrais continuam sem uniformização, em péssimo estado de conservação e, na maior parte, sem os pisos podotácteis.

O que se constata é um total desrespeito à legislação federal (de acessibilidade) e municipal vigentes, onde o executivo municipal (desde outras administrações) finge que não vê o estado das calçadas e que não ouve a voz dos cidadãos.

Algo que chama a atenção, é que nem mesmo as agências dos bancos localizadas no centro da cidade respeitam tal legislação.

As fotografias desta postagem são das calçadas em PÉSSIMO ESTADO, localizadas defronte da agência do Banco do Brasil da Rua Jacob Buck e da agência do Banco Banrisul da Av. Marechal Floriano Peixoto.



















Porém, esses casos ilustrados nas fotos não são os únicos.

Cadê o piso podotáctil em frente à agência do Bradesco e do Santander (ambas na Marechal Floriano Peixoto)?

Cabe ao executivo municipal cobrar o cumprimento da legislação relativa aos passeios públicos. Chega desse tempo de ir tolerando e adiando tudo quanto for possível, por todo o tempo do mundo.

Quem tem necessidades especiais não pode ficar aguardando a boa vontade para se locomover de modo autônomo na cidade. Calçadas em ruínas que prejudicam os cadeirantes são encontradas em aproximadamente 90% das vias centrais de Jaraguá (nos bairros nem se fala) e a padronização desses passeios é algo que caminha (se caminha) a passos lentos demais.

2 comentários:

JARAGUÁ CALÇADA LEGAL, um caminho de amor ao próximo! disse...

Ah! Darwing!
Você existe?
Que bom encontrar pessoas como você por acaso na mídia.
Precisamos trocar figuras. Precisamos de você na nossa campanha.
Veja o nosso blog, minha primeira tentativa de fazer um e o que estamos querendo fazer por Jaraguá neste sentido.

Junte-se a nós.
Abraço Arq. Ruth Borgmann

Darwinn Harnack disse...

Obrigado pelo comentário. Realmente o tema é relevante e já estou acompanhando o blog de vocês. Voltarei a tratar do tema também!